Com novo formato, o ciclo de Fóruns da Exagro de 2019 foi encerrado em Belo Horizonte, no dia 25 de outubro. O tema deste ano foi: Conhecimento a serviço da agropecuária. A edição de Belo Horizonte contou com a participação de 110 pessoas. O Fórum é destinado aos clientes Exagro – pecuaristas e representantes de toda cadeia da pecuária de corte.

As cidades de Campo Grande (MS), Goiânia (GO), Cuiabá (MT), Marabá (PA) também sediaram o evento que apresentou três painéis: 1) 10 anos de Benchmarking – aprendizado na pecuária em transformação; 2) Pessoas, pastagens e tecnologias na pecuária moderna e 3) Cenário atual e expectativas para a pecuária de corte.

Durante a abertura, o diretor da Exagro Mário Garcia falou sobre o sucesso do novo formato do Fórum. “Este ano usamos um formato um pouco diferente. Realizamos cinco edições e não apenas uma como anteriormente. Assim, permitimos uma maior interação junto aos clientes, realizamos discussões mais aprofundadas e condizentes com a realidade de cada região e possibilitamos a participação de funcionários das fazendas com a regionalização do evento. E o feedback dos participantes foi positivo”, diz.

Mário também disse que o Fórum é uma importante oportunidade de aprendizado. “Estamos vivendo na pecuária um processo de mudança forte, um verdadeiro desmonte das maneiras antigas de se fazer as coisas: uma mudança de paradigmas. Uma das principais mensagens que devemos compreender é que conhecimento também é tecnologia: saber usar os recursos de forma mais eficiente, saber manejar um pasto também é tecnologia”, afirma.

Cristiana Gutierrez é cliente da Exagro há quase duas décadas e já participou de outras edições do Fórum. “Todos os pecuaristas trabalham dentro das condições de suas fazendas e é de extrema importância buscar sempre conhecimento para o sucesso dos negócios. O mais importante do Fórum é a troca de conhecimento. A Exagro tem a característica de disseminar conhecimento e com suas equipes nos ajuda a conduzir as fazendas. Estar aqui junto com outros pecuaristas seja para validar ou ver opiniões diferentes é muito válido. Eu pessoalmente achei o novo formato muito bom”.

Maria Beatriz Rios Ricci também é cliente Exagro e acredita que o Fórum é um importante lugar para obter conhecimento. “Participei da edição de Goiânia e agora em Belo Horizonte e estou aprendendo muito. Tenho aprendido muito nos Fóruns, mas ainda tenho muito o que caminhar. A partir das explicações consegui enxergar melhor o que preciso melhorar na fazenda”, disse.

 

montagemForumBH

 10 anos de aprendizagem na pecuária em transformação

 Cássio Rodrigues e Marcelo Pimenta apresentaram a evolução da pecuária nos últimos 10 anos durante o Fórum.

Cássio Rodrigues mostrou que não é só buscando alto desempenho em indicadores zootécnicos que o pecuarista garantirá o lucro da fazenda. Muitas vezes, altos desempenhos são acompanhados de altos investimentos, resultando também em altos riscos e não necessariamente em maiores margens de lucro.

Neste contexto se encontra a palavra gestão. Gerir é atingir os objetivos da fazenda de maneira eficaz, valorizando o conhecimento e as habilidades das pessoas. “O gestor deve ter a capacidade de manter a sinergia entre o grupo, a estrutura e os recursos já existentes, fazendo com que todas as engrenagens – pessoas, animais, clima, solo, manejo, genética, nutrição e muitos outros – estejam bem encaixadas e funcionando. O objetivo final de tudo isso é alcançar os resultados desejados”, esclareceu Cássio.

O princípio básico da gestão é ter dados para serem analisados. E para que as coisas possam ser medidas, elas devem ser registradas e anotadas de forma sistemática. A coleta de dados, sem dúvida, deve ser o primeiro passo. Esses dados vão gerar indicadores, que poderão ser comparados com a própria fazenda em anos anteriores, ou mesmo, com outras fazendas que coletam e analisam os dados da mesma maneira, que é o que chamamos de Benchmarking e que a Exagro realiza desde2008.

“As comparações viram referência na busca de melhorias, trazendo à tona, a evolução, ou mesmo queda nos indicadores, e mostrando que é possível atingir determinadas metas. Afinal, se outras fazendas alcançaram, é possível chegar lá também”, esclarece Cássio Rodrigues.

O diretor Mário Garcia disse que ao longo dos anos em que a Exagro realiza o Benchmarking muita coisa foi aprendida. “Em 2011, visitamos 111 fazendas das quais umas 3 ou 4 que tinham números para serem analisados e somente uma tinha medido efetivamente os seus resultados. Hoje é normal encontramos fazendas que coletam dados, mas ainda são poucas as que os usam para apurar os resultados e, em seguida, fazer as aálises em busca de melhorias”, afirma.

Mário acrescentou que existem vários tipos de indicadores que são acompanhados nas fazendas que sinalizam como as coisas estão indo. “Se não acompanhar os indicadores, no final do ano não tem mais o que ser feito. Hoje temos maturidade de responder que cada fazenda é uma com realidades diferentes. Não existe um modelo único que se aplica à todas as fazendas. As coisas são diferentes e precisam ser gerenciadas de forma diferentes”.

 Cenário atual e expectativas para a pecuária de corte

 O médico veterinário e consultor de mercado da Scot Consultoria, Hyberville Neto, apresentou no Fórum a palestra “Cenário atual e expectativas para a pecuária de corte”. O palestrante participou das cinco edições do Fórum Exagro realizadas em 2019.

Hyberville Neto mostrou que o cenário de exportações está em bom ritmo, há uma oferta modesta de boiadas e o consumo doméstico está um pouco melhor, o que dá força para o mercado do boi gordo.

 No mercado internacional, China e Hong Kong compraram bons volumes de carne bovina em 2018, compensando a ausência da Rússia, que havia fechado as portas para o produto brasileiro no final de 2017. Com a reabertura do mercado russo, além dos países citados que têm comprado boas quantidades, a expectativa é de um bom desempenho em 2019, com um aumento de mais 60%.

Pessoas, pastagens e tecnologias na pecuária moderna

Finalizando as apresentações do Fórum, o diretor da Exagro Mário Garcia apresentou a palestra com o tema “Pessoas, pastagens e tecnologias na pecuária moderna”.

Mário mostrou a evolução dos processos na pecuária de corte na parte de pastagens, mostrando a importância da gestão do manejo do pasto para aumentar a eficiência na produção e reduzir os riscos nas fazendas, bem como a importância de envolver os funcionários neste processo.

Ao final do fórum foi realizada uma pesquisa e foi perguntado aos participantes uma palavra que representa o evento. A maioria dos participantes responderam que o Fórum da Exagro é uma oportunidade de aprendizagem e de obter conhecimento.

 

Essa publicação está postada em: Sem categoria.